Capitão Wagner critica Izolda por presença de facção em município visitado pela governadora

Foto: Assessoria / Capitão Wagner

O pré-candidato a governador Capitão Wagner comandou neste sábado, 11, encontro do União Brasil no município de Itapipoca, a 139 km de Fortaleza. Um dos alvos do deputado federal licenciado foi a governadora Izolda Cela (PDT), que disputa a indicação do PDT para concorrer a mais um mandato como governadora — o que pode colocá-la frente a frente contra Wagner na eleição.

Reunido com parlamentares, prefeitos, ex-prefeitos e lideranças da região, o líder da oposição criticou a gestão estadual na saúde, no uso das verbas públicas e principalmente, na segurança pública.

O presidente do União Brasil no Ceará fez uma das primeiras manifestações mais críticas em relação a Izolda desde que ela substituiu Camilo Santana (PT) no Governo do Estado, em 2 de abril. Ele disse que visitou um município que estaria dominado por facção criminosa e destacou que a governadora foi ao mesmo município nos últimos dias. (O POVO preservará o nome do município a pedido da assessoria de Wagner, para resguardar pessoas que seriam alvo das facções, conforme o relato do parlamentar.)

"O pessoal do alugou bufê para poder me receber lá na cidade, um bufê, um entupido de gente. Cheguei lá, fizemos o nosso evento fomos embora. Eu não toquei em nome de facção para não constranger as pessoas que estavam lá. Sabe o que que aconteceu no outro dia? Botaram o dono do bufê pra ir embora da cidade. Quem botou foram as facções", relatou o pré-candidato.

Logo depois, Wagner citou Izolda: "E sabe o que que me admira? É que a governadora foi ontem para a mesma cidade. A cidade foi toda pichada com a chegada da governadora. Que atitude o governo do Estado tomou para sanar esse problema? Nenhuma". Procurado, o Governo do Ceará não comentou o assunto, mas confirmou que a governadora esteve no município em questão.

Ao criticar a violência, Wagner fez promessas para o caso de ser eleito. "Anota o que eu vou dizer. A partir de 2023, todos os distritos do Estado do Ceará terão policiamento fixo. O mesmo direito que quem mora no distrito tem, tem quem mora na sede, tem quem mora na capital, tem quem mora na cidade grande. Vamos cuidar de quem mais precisa do meu povo", disse o deputado licenciado.

O POVO
Postagem Anterior Próxima Postagem