Eunício não descarta candidatura ao Governo do Ceará, mas afirma: “não é meu projeto nesse momento”

Foto: Josimar Segundo

Na manhã deste sábado (4), o presidente estadual do MDB e ex-senador, Eunício Oliveira, participou do lançamento das pré-candidaturas a deputado federal e estadual pela sigla, em Juazeiro do Norte. O evento aconteceu na Câmara Municipal.

Ao Site Miséria, Eunício falou sobre articulações nas pré-candidaturas majoritárias. Questionado sobre nomes, o presidente estadual do MDB afirmou que o partido é democrático e mantém conversas com Capitão Wagner (União), mas voltou a sinalizar apoio à atual governadora, Izolda Cela (PDT). “A única possibilidade de o MDB dialogar”, declarou.

Em Juazeiro do Norte, o ex-senador criticou o nome do PDT cotado a pré-candidato ao governo e abraçado pelos Ferreira Gomes, o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio. “A única coisa que fez foi um hospital, em Fortaleza, que custou R$ 90 milhões e que não atendeu pacientes diagnosticados com covid”, disse.

O ex-senador informou que o MDB Nacional contratou uma pesquisa, com registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para o partido ter um retrato sobre o pensamento dos cearenses em relação ao pleito deste ano. A pesquisa será divulgada na segunda-feira (6).

“Vamos saber qual o cenário. Se a população quer Izolda, Roberto, Capitão Wagner”, afirmou. O presidente estadual do MDB anunciou que em um cenário, seu nome também aparece na pesquisa de intenção de votos ao Governo do Ceará.

Ao Site Miséria, Eunício não descartou a possibilidade de se lançar candidato. “Vai depender do que vem nessas pesquisas. Não devo parecer bem nas pesquisas porque estou fazendo pré-campanha a deputado federal. […] Não é meu projeto nesse momento”, finalizou.

Site Miséria
Postagem Anterior Próxima Postagem