Jesus “não comprou pistola porque não tinha”, diz Bolsonaro

Foto: Sérgio Lima/Poder360

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse na 4ª feira (15.jun.2022) que Jesus “não comprou uma pistola porque não tinha naquela época”. A declaração ocorreu em encontro com religiosos no Palácio do Planalto.

Os participantes falavam sobre países em que a legislação de armas é mais liberal que a brasileira –como os Estados Unidos. Um dos religiosos declarou: “Isso é recomendação do próprio Jesus. Antes de ser crucificado, ele mandou: ‘quem não tem espada, vende vestimenta e compra uma espada’.”

Foi então que Bolsonaro respondeu que Jesus não tinha uma arma de fogo somente porque o objeto não existia na época em que viveu. No encontro, o presidente ainda disse: “Você acha que alguém vai atacar os Estados Unidos, vai atacar a Rússia, vai atacar a China? Tem bomba atômica.”

O ex-presidente e pré-candidato ao Palácio do Planalto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou a fala de Bolsonaro. “Eu até nem quero acreditar que ele tenha dito isso, porque é de uma cretinice tão grande”, declarou o petista na 4ª feira em Uberlândia (MG), onde ele foi promover a pré-candidatura de Alexandre Kalil (PSD) ao governo do Estado.

“Não é possível que uma pessoa que pensa algo assim, uma pessoa que fala uma cretinice dessas, diga que é cristão ou diga que crê em Deus”, disse Lula. “Podem ficar certos de que o Deus de uma pessoa dessas não é o seu Deus e não é o meu Deus. Porque o meu Deus significa amor, humanismo, significa bondade, carinho e respeito pelos outros seres humanos.”

Poder360
Postagem Anterior Próxima Postagem