Mercado financeiro pagou 62% das pesquisas nacionais de 2022

Foto: XP/Divulgação

Bancos e corretoras financiaram 62% de todas as pesquisas eleitorais com abrangência nacional registradas em 2022. Foram 65 levantamentos registrados até terça-feira (21), sendo 40 deles bancados pelo mercado financeiro. Ao todo, as empresas do mercado financeiro desembolsaram –de 1º de janeiro a 21 de junho– R$ 4 milhões com os levantamentos, de acordo com dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Os estudos aparecem com frequência em jornais, revistas e telejornais em grandes emissoras de TV. Algumas dessas pesquisas foram contratadas para serem realizadas regularmente. Essa tendência se consolidou neste ano. Em 2018, o mercado financeiro havia pago 21% das pesquisas nacionais registradas em período similar (até 20 de junho).

Quem mais fez pesquisas neste ano até agora foi o Ipespe. Foram 13 levantamentos, todos contratados pela XP Investimentos. PoderData (11 pesquisas, com recursos próprios) e Quaest (6, pagos pela Genial Investimentos) estão na sequência.

“Não sei de nenhum outro lugar do mundo em que isso [pesquisas pagas pelo mercado financeiro] acontece. Os bancos e corretoras perceberam que poderiam ganhar visibilidade publicando esses levantamentos e iniciaram essa tendência”, diz Rodolfo da Costa Pinto, coordenador do PoderData.

Poder360
Postagem Anterior Próxima Postagem