Origem e benefícios do café


Você já deve ter percebido que o consumo de café é muito gigante no Brasil. Não é por acaso que nos referimos ao café da manhã ou ao café da tarde. Mas você já se perguntou alguma vez como foi a origem do consumo e da produção de café no Brasil?

O café já era consumido desde a Antiguidade, quando os habitantes da Etiópia, na África, passaram a conhecer a planta. Desde então, persas e árabes entraram em contato com esse hábito de consumo, o café passando a ser cultivado em várias partes do mundo. Esse aumento do consumo do café na Europa e depois nos EUA explica até certo ponto o crescimento da produção do café no Brasil a partir do início do século XIX. As primeiras grandes lavouras de café surgiram na Baixada Fluminense e no Vale do rio Paraíba, nas regiões do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Os africanos escravizados foram à força maior de trabalho para laborarem o cultivo, colheita e beneficiamento do café. O transporte para o porto do Rio de Janeiro, de onde inicialmente era exportado, era feito no lombo das mulas. A partir de 1837, o café tornou-se o principal produto de exportação do Brasil Império. Os grandes lucros á partir da exportação do café enriqueceram os fazendeiros, chamados “Barões do café”, e sustentaram financeiramente o Império brasileiro.

Mas você sabia dos benefícios que o café tem? Leia mais enquanto prepara o seu cafezinho:

1. Alívio do estresse

Compostos presentes no café, como a cafeína e o ácido clorogênico, melhoram o humor e contribuem para uma diminuição do nível de estresse, além de trazer benefícios para a memória e o raciocínio.

2. Ajuda a melhorar sintomas respiratórios

Estudos da Universidade do Porto, de Portugal, mostraram que pessoas que consomem café de forma moderada – de 50 a 300ml por dia (3 a 5 xícaras), têm 30% menos chance, em média, de desenvolver sintomas como a asma, quando comparados a indivíduos que não consomem a bebida. Além disso, a cafeína tem efeito broncodilatador (auxilia na respiração), reduz a fadiga dos músculos respiratórios e melhora a função pulmonar em até duas horas após o consumo.

3. Previne o câncer

Estudos revelam que o café ajuda a prevenir determinados tipos de câncer, como os que afetam a mama, a próstata, os ovários e o cólon. A quantidade relevante de antioxidantes, como o ácido clorogênico, além da cafeína, dos tocoferóis (vitamina E) e dos compostos fenólicos, protege as células dos danos provocados pelos radicais livres, diminui a inflamação do organismo, os danos ao DNA e, portanto, a incidência de câncer.

4. Melhora o desempenho físico

O café aumenta o desempenho na realização de exercícios físicos, segundo estudo publicado no International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism. Pesquisas realizadas com a participação de atletas mostraram que a ingestão de três miligramas de cafeína (por quilo de peso) uma hora antes de uma atividade ajuda bastante no desempenho.

Agora uma dica para os cafezeiros de plantão: maneiras diferentes de tomar seu cafezinho.

1. Café coado (ou cafezinho)

É a forma mais comum de servir café no Brasil. Ele é preparado na hora, em coador de pano ou de papel e é uma bebida bastante concentrada. Normalmente, é adoçado, mas isso não é uma regra.

Como é servido
O cafezinho brasileiro é servido na xícara comum de café e deve completar quase todo o recipiente. Ele deve ser servido bem quente. No entanto, a água utilizada para coar o café não deve ultrapassar 98 °C, pois, dessa forma, “queima” as boas propriedades do pó. Uma boa dica é aquecer a água até borbulhar, desligar o fogo e esperar um minuto antes de preparar a bebida. Para deixar o gostinho nostálgico ainda mais forte, não há acompanhamento melhor para o café coado do que um pedaço de bolo ou um pão de queijo.

2. Café curto
Nada mais é do que o próprio café expresso, a diferença é a quantidade de bebida a ser servida. Esse café é bem encorpado, em razão do rápido contato com a água durante a preparação.

Como é servido
Comumente, o café curto é servido na xícara de porcelana de 50 mL, mas a quantidade deve variar entre 25 e 35 mL. Para preservar a temperatura, é recomendado pré-aquecer o recipiente, passando água fervente por ele — na verdade, esse é um truque interessante para todos os tipos de café. Como o sabor do café curto é bem intenso, ele pode ser acompanhado de pequenos biscoitos doces ou chocolates ao leite. Também é muito comum que venha ao lado de uma dose de água com gás, para ajudar a limpar o paladar antes de degustar a bebida.

3. Caffe latte brasileiro

No Brasil, o caffe latte, ou café com leite, ganhou vários nomes pelo país. Pingado, média ou cortada, essa é uma das formas de como servir café mais apreciadas pelos brasileiros. No entanto, a quantidade de leite varia de uma receita para a outra. Para o pingado, a quantidade de café deve ser bem pequena (cerca de meia parte para uma de leite), apenas o necessário para deixar a bebida com a coloração de caramelo. Já para a média, as partes de café e leite devem ser iguais, ao passo que o cortado é o inverso do pingado: apenas um pouco de leite em uma xícara de café,

Como é servido
Bom, já dissemos que o ideal é optar por recipientes de porcelana e preaquecidos, para manter o café quente por mais tempo e, assim, aproveitar melhor os benefícios da bebida. No entanto, a tradição também deve ser considerada e, aqui no Brasil, é muito comum servir o café com leite no copo americano. Portanto, as duas maneiras são bem aceitas, mas a primeira é mais elegante.

4. Cappuccino Tradicional em Pó (Brasil)

Amado pelos brasileiros, o Cappuccino em Pó é uma mistura instantânea que une café, leite, canela, baunilha e chocolate! Dessa forma, você não precisa ter a técnica de preparo do Cappuccino Italiano e pode apreciar em qualquer ligar.

Como é servido
Adicione 10g (metade de um sachê) do Cappuccino Villa Café em até 150 ml de leite ou água quente. Misture rapidamente e então complete com mais 10g (o restante do sachê). Continue dissolvendo até ele ficar cremoso, pronto para beber.

5. Machiatto

É o típico café com leite da Itália. No entanto, a bebida láctea não é servida pura, mas em forma de espuma, deixando a receita um pouco mais refinada.

Como é servido
O machiatto é servido na xícara de café expresso e com os mesmos acompanhamentos da versão tradicional.

Como você viu, existem várias formas de como servir café e todas elas são deliciosas.

Postagem Anterior Próxima Postagem