Prefeita chora após show de Gusttavo Lima ser cancelado: "Dor é muito grande"

Prefeita de cidade na Bahia chora por cancelamento de show do cantor Gusttavo Lima - Foto: Reprodução/Instagram

A prefeita de Teolândia, cidade no estado da Bahia, Rosa Baitinga (PP) lamentou a suspensão do show de Gusttavo Lima no local. Ela subiu no palco em que o sertanejo iria se apresentar para fazer o anúncio ao público que aguardava pelo show. "A minha dor é muito grande, vocês não têm ideia. Eu queria estar hoje, de vermelho e preto, arrumada para o Embaixador (apelido de Gusttavo Lima)", disse. emocionada.
      
O cantor iria ser uma das atrações da Festa da Banana, um tradicional evento que faz parte da história da cidade. No entanto, o festival foi cancelado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), após pedido do Ministério Público da Bahia. Gusttavo Lima receberia um cachê de R$ 704 mil.

"Digo a vocês: O Embaixador veio ali no posto de gasolina, mas ele teve que voltar. E Deus o acompanhe, ilumine sua vida e lhe dê muitos anos de vida, porque o futuro a Deus pertence", completou, rodeada por familiares e pré-candidatos a cargos parlamentares de seu partido.

O sertanejo estava dentro de um ônibus, estacionado perto de um posto de gasolina, quando soube do cancelamento por ordem da Justiça. Diante da decisão, ele retornou ao aeroporto onde ele havia pousado anteriormente com o jatinho particular avaliado em R$ 250 milhões.

A região sul da Bahia ainda se recupera dos desastres causados pelas chuvas em dezembro do ano passado. As enchentes deixaram moradores sem lar, além de estradas destruídas. O cachê do cantor e os demais gastos do evento iriam custar um total de R$ 2,3 milhões, o equivalente a 40% do que o município destinou à saúde durante todo o ano de 2021. Ele vem sendo alvo de críticas após a divulgação de cachês milionários pagos por pequenas prefeituras para seus shows.

Rosa Baitinga chorou e encerrou o discurso ajoelhada, com repetidas referências a Deus. "A péssima notícia chega, e chega quase de noite. Parece que é para matar a gente. Mas quem tem força tem coragem. Agora estou pedindo a Deus que nos abençoe para que a gente consiga recuperar a economia do nosso município. Deus é fiel. Deus está conosco”, declarou.

Em dezembro, período em que a cidade estava sendo castigada com as fortes chuvas, ela chegou a pedir aos próprios moradores do sul da Bahia para que enviassem um Pix para a conta da prefeitura, alegando que a administração não tinha recursos para socorrer os desabrigados.
O Povo Online
Postagem Anterior Próxima Postagem