Camilo chama de “oportunistas” bolsonaristas que comemoraram a redução do ICMS no Ceará

Camilo Santana, ex-governador do Ceará - Foto: Divulgação

Depois que a governadora do Ceará Izolda Cela (PDT) anunciou a adesão do Estado à lei que limita a cobrança da alíquota do ICMS em 18% para produtos essenciais, como combustíveis e energia elétrica, Capitão Wagner foi às redes sociais comemorar a notícia, relatando que a matéria é de autoria do seu partido o União Brasil.

“Vitória do povo de bem, dos cearenses que sofrem com as suas contas altas. Agora vão poder comemorar um pouquinho de alívio no posto de gasolina, na conta de energia, nas telecomunicações e no transporte”, disse Capitão Wagner em suas redes sociais.

“Essa história de Governo rico e povo pobre tem que acabar. Vitória dos cearenses que não aguentam mais pagar tanto imposto”, declarou em outro trecho, o pré-candidato da oposição no Estado.

O ex-governador Camilo Santana (PT) sem citar o nome do pré-candidato de oposição, chamou de “oportunistas” aqueles apoiadores de Bolsonaro, que segundo ele, tem um presidente que nada fez para mudar a política criminosa de preços da Petrobrás, ressaltando que a medida retira dinheiro de áreas fundamentais para o desenvolvimento do Estado como: saúde, educação, segurança e social.

“Alguns políticos oportunistas do CE comemoram redução do ICMS, mas apoiam o presidente que nunca fez nada para mudar a política criminosa de preços da Petrobras, verdadeira vilã do combustível caro. Esses apostam no quanto pior melhor para a saúde, educação, segurança e social”, escreveu Camilo em suas redes sociais.

Publicação feita por Camilo Santana nas suas redes sociais:

Publicação feita por Camilo Santana nas suas redes sociais - Foto: Divulgação

Ceará Notícias
Postagem Anterior Próxima Postagem