Ivo Gomes rasga elogios a Izolda: "Poderia ter sido eleita já"

Foto: Reprodução / Instagram / Izolda Cela

Numa inauguração em Sobral repleta de simbolismo, o prefeito Ivo Gomes (PDT) fez elogios enfáticos à governadora Izolda Cela (PDT), agradeceu pelo trabalho pelo município e falou do orgulho de tê-la à frente do Poder Executivo.

"Uma governante que poderia muito bem ter sido eleita já e está fazendo um mandato como governadora eleita do Ceará", disse ao final do discurso, diante de Izolda. Foi a mais enfática defesa de Izolda feita por um dos Ferreira Gomes, em momento no qual ela disputa o direito de concorrer à reeleição, com mais outros três nomes pedetistas.

O discurso foi feito na noite desta quinta-feira, 30, na inauguração da Casa da Mulher Cearense Maria José Santos Ferreira Gomes, em Sobral. O equipamento leva o nome da mãe de Ivo, de Ciro Gomes (PDT) e Cid Gomes (PDT).

"Tenho muito orgulho de ter uma governadora de Sobral. Não é só por isso não. É ter uma governadora competente, trabalhadora. Se dói com a dor das pessoas e coloca a dor em prática", enfatizou Ivo. "Muito feliz em saber que mais um produto da política sobralense revelou-se rapidamente", completou.

Ivo foi responsável por lançar Izolda na vida pública. No segundo mandato do irmão, Cid, como prefeito do município (2001-2004), Ivo foi secretário da Educação e a convidou para ser secretária adjunta. "Na verdade, eu resisti muito. Estranhei o convite. (...) Tentei me livrar de todo jeito", disse ela, em entrevista às Páginas Azuis do O POVO, em 2013.

"Para mim não é nenhuma surpresa a competência, a eficiência, a disposição para o trabalho. Só de ver a agenda da Izolda eu já fico cansado, só de ler. Que são suas características que eu já conheço há longas datas. Tem um 'macharau' aqui que está conhecendo agora. Eu já conheço faz tempo", enfatizou Ivo.
 
O prefeito de Sobral detalhou o esforço de Izolda para aquela obra sair. "Este prédio, no ritmo em que estava, ia ficar pronto outubro, novembro, e olhe lá. Eis que chega, quatro semanas atrás, cinco no máximo, a governadora Izolda Cela e bota um boneco, feminino, exigindo que a obra estivesse pronta." 

O povo
Postagem Anterior Próxima Postagem