Izolda nega demissões de aliados de RC do Governo: "Nunca fui perseguidora"

A governadora Izolda Cela participou de evento de entrega de ambulâncias na manhã desta sexta-feira, 29 - Foto: Filipe Pereira

A governadora Izolda Cela (sem partido) rebateu nessa sexta-feira, 29, acusação feita pelo presidente estadual do PDT, deputado André Figueiredo, de que sua gestão teria demitido apoiadores do ex-prefeito Roberto Cláudio (PDT)."Isso não procede, isso não procede. Eu não sou perseguidora, nunca fui perseguidora em situação nenhuma, nem com relação à oposição. Nunca tratei a política dessa forma. Não procede. Só isso o que eu tenho pra dizer", afirmou a governadora.

Em entrevista ao programa Jogo Político, do O POVO, na última terça, Figueiredo garantiu que as supostas demissões na administração estadual já estariam acontecendo e de forma sumária, em virtude da participação de integrantes do governo na convenção do PDT que oficializou a candidatura de RC ao Palácio da Abolição, no último domingo, 24.AdChoices

"Nós não podemos de repente apoiar o ex-governador Camilo (Santana), por mais respeito que tenhamos por ele, com essa guerra que foi deflagrada, inclusive no âmbito do Governo do Estado, com perseguição de pessoas que estavam na nossa convenção no domingo, inclusive com demissões sumárias", afirmou Figueiredo.

Questionado, ele respondeu que não há como associar diretamente a atual governadora às demissões. Mas frisou que essa não é maneira de se tratar um "aliado histórico". "Por mais que a nossa governadora Izolda não esteja por trás, quem fez certamente a comunicou", ele afirmou. Segundo Figueiredo, as demissões estariam no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira, 27. Entretanto, O POVO não identificou, até o momento, nenhum desligamento de aliados de RC da gestão. Em nota, a Casa Civil do Governo do Ceará já havia negado a denúncia: "Essa informação não é verdadeira".
O Povo
Postagem Anterior Próxima Postagem