Ministério da Saúde confirma que 86 medicamentos estão em falta na rede pública

Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde confirmou uma lista de 86 medicamentos que estão em falta na rede. A pasta não divulgou a lista para a imprensa, durante coletiva realizada na última semana. 

Na coletiva, a pasta informou que o Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) colaborou com a pasta e forneceu uma lista de 126 remédios observados em falta.

Segundo avaliação do ministério, as dificuldades envolvendo o abastecimento de medicamentos e insumos são motivadas por outros fatores além dos preços, incluindo questões globais.

No rol de substâncias em falta, constam antibióticos, antialérgicos, soro fisiológico e contraste iodado. O risco de desabastecimento se reflete em prateleiras vazias de farmácias e de hospitais.

A lista tem como líder a dipirona sódica, voltada para casos de dor e febre. Outro medicamento preocupa especialmente as gestantes. A Ocitocina ampola, que promove a contração uterina e previne o sangramento excessivo após o parto, está em falta.
Postagem Anterior Próxima Postagem