Quiterienses já buscam fazer pré-cadastro para contratação de empréstimo com Auxilio Brasil; entenda como funciona o empréstimo

Foto: Douglas Rodrigues/Poder 360

Foi aprovado no início de julho, pelo Congresso Nacional, através da Medida Provisória nº 1.106, o acesso a uma nova modalidade de crédito para os beneficiários do Auxilio Brasil. As famílias que estão inseridas no projeto podem contratar um empréstimo consignado com o benefício e em Santa Quitéria a busca pela contratação do crédito já é grande.

A Voz de Santa Quitéria apurou e estima-se que aproximadamente 80 pessoas já buscaram realizar a contratação do empréstimo em lojas locais, sendo a maioria dos bairros da sede. Entretanto, o crédito ainda não está liberado pelas agências bancárias. Desta forma, a contratação está acontecendo através de um pré-cadastro, onde os contratantes disponibilizam seus dados e ficam a espera da liberação do valor. Atualmente, o limite para contratação do empréstimo é de R$ 2.060,00.

Quando será liberado o empréstimo?
Mesmo já tendo sido aprovado no Congresso Nacional, os beneficiários do Auxilio Brasil ainda não possuem acesso ao crédito contratado com o empréstimo. O texto já foi votado no Senado e na Câmara dos Deputados, mas ainda precisa da sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Além da sanção, as regras para a contratação do crédito e a regulamentação para as instituições financeiras que irão ofertar o microcrédito ainda precisa ser determinadas. O presidente tem até o dia 3 de agosto para sancionar a Medida Provisória que cria o empréstimo.

Como funcionará o empréstimo?
Segundo o Ministério Público, o empréstimo só poderá comprometer até 40% do valor total do benefício, que atualmente é de R$ 400,00. Dessa forma, as parcelas pagas do empréstimo só poderão ser de até R$ 160,00 por mês.

Mesmo com o aumento do beneficio para R$ 600,00 a partir de agosto, o comprometimento do valor será de 40% dos R$ 400,00, já que é o valor fixo do programa e o aumento só durará até dezembro.

O empréstimo com o Auxílio Brasil poderá ser pago em até 48 meses, com juros mais baixos, em torno de 2%. Para contratação do microcrédito, não será necessário avaliação de risco de crédito.
Postagem Anterior Próxima Postagem