Homem preso por matar mulher e morre após passar mal em presídio

 Foto: Reprodução

Morreu na última sexta-feira (29) Samy Foaud Hammad, que estava preso pela morte da mulher, Ayend Cristine Nascimento Hammad. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro (Seap).

Samy foi internado no Hospital Albert Schweitzer após passar mal na prisão, mas não resistiu. Ele havia sido internado na quarta (27). A causa da morte é insuficiência renal.

Samy foi preso em abril, um dia depois do corpo de Ayend Cristine ser encontrado no apartamento onde o casal vivia, no Boulevard 28 de Setembro, em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio. Ele morreu três meses após o crime.

Policiais foram até o local depois que dois funcionários de Samy chegaram à 20ª DP (Vila Isabel) informando terem recebido mensagens por aplicativo nas quais o chefe deles dizia ter matado a esposa.

A polícia foi ao local e encontrou a vítima com o rosto desfigurado por causa de agressões e com sinais de estrangulamento. Ela tinha dois filhos, de 7 e 3 anos. As crianças estavam em um quarto do apartamento quando o crime aconteceu.

Em depoimento na delegacia, ele afirmou que perdeu o controle durante uma discussão com a mulher. Ele foi preso em um hotel no Centro de Petrópolis, na Região Serrana do estado.

G1
Postagem Anterior Próxima Postagem