Progressistas nacional faz intervenção e anula apoio do partido a Elmano no Ceará

Foto: FABIO LIMA

A anulação mantém todas as chapas para deputado estadual e federal lançadas pela sigla, valendo apenas para o ponto que fechava coligação com o candidato do PT. Pela determinação da nacional, o partido deverá seguir de forma isolada na eleição para governador.

A decisão da nacional foi confirmada pelo economista Rodrigo Nogueira, secretário de Desenvolvimento Econômico do governo José Sarto (PDT) na Prefeitura de Fortaleza. Primo do presidente nacional do progressistas, senador Ciro Nogueira (PI), Rodrigo destaca que estão mantidas as chapas do partido para disputas proporcionais.

Comandado por Zezinho Albuquerque no Ceará, o Progressistas era um dos principais partidos do arco de alianças de Elmano Freitas. Zezinho chegou inclusive a ser cotado como suplente da candidatura de Camilo Santana (PT) ao Senado.

O POVO procurou Zezinho Albuquerque sobre o caso, mas ainda não obteve resposta. Assessores próximos do deputado, no entanto, se disseram surpresos com a informação, não sabendo, até a comunicação feita pela coluna, da decisão nacional pela anulação da convenção. 

O povo
Postagem Anterior Próxima Postagem